A Casa

UMA CASA TIPICAMENTE PORTUGUESA, COM CERTEZA!

Situado no número 112 da Rua XV de Novembro, nas proximidades da Bolsa do Café, no Centro Histórico de Santos, o restaurante português Tasca do Porto está instalado em um charmoso e aconchegante casarão centenário.

O imóvel, que foi totalmente restaurado para ficar com as características originais do prédio e com a decoração tipicamente portuguesa, conta com 120 lugares no salão (72 no térreo e 48 no mezanino) e uma ampla cozinha, equipada com os mais modernos utensílios.

O cardápio do estabelecimento é composto por pratos elaborados com receitas originais da culinária lusitana, com várias opções a base de peixe e frutos do mar, como bacalhau, polvo, camarão, além de frango, carnes de porco e de boi.

No menu estão ainda pratos triviais e os do dia, sempre com opções da culinária lusitana, como arroz de bacalhau (segundas), cozido à portuguesa (terças e sextas), feijoada portuguesa (quartas e sábados) e Bacalhau à Brás (quintas).

Para petiscar, os mais famosos são os bolinhos de bacalhau, as moelas portuguesas, as pataniscas de bacalhau e o pica-pau (filé mignon aperitivo com molho picante).

Entre as especialidades da casa, estão o Bacalhau à Lagareiro e o Bacalhau à Casa (lombo de bacalhau levemente empanado e frito, acompanhado de batata à portuguesa). Além de outras receitas tradicionais, como Bacalhau à Zé do Pipo, Gomes de Sá, Bacalhau com todos, Bacalhau Gratinado, Bifanas, Polvo e opções com linguado e pescada.

A Tasca do Porto, embora tipicamente portuguesa, está instalada em uma região turística de Santos, e pensando nisso, incluiu no cardápio a famosa Meca Santista, prato turístico da Cidade e muito apreciado pelos visitantes.

Deliciosos doces portugueses, como os pastéis de Santa Clara, da Piriquita, Toucinho do Céu, Natas, Coimbra, Cascais e outros doces, à base de café, como Afogatto e Vienense, compõem o menu de sobremesas do restaurante.

A casa conta ainda com uma carta de vinhos portugueses com 20 rótulos de várias regiões, como Alentejo, Vinho Verde, Bairrada, Lisboa e Douro, além de bebidas típicas como licores, bagaceira e drinks da casa, como a Caipiroyal, preparada com vinho do porto branco, e o Caipirão, feito com licor Beirão.

Para quem prefere cerveja, a portuguesa Super Bock é uma ótima opção. Já para quem gosta de apreciar as águas minerais, há como opção a Água das Pedras, cuja fonte natural localiza-se no interior norte de Portugal, a 1.263 m de altitude na vila termal de Pedras Salgadas.

No cardápio, estão também os deliciosos doces conventuais portugueses, como os pastéis de Santa Clara, Belém, Coimbra, Cascais, entre outras sobremesas.

 

Decoração

O projeto arquitetônico do restaurante, instalado em um casarão do início do século 20, concebido segundo o repertório estético do ecletismo vigente nas edificações do período, é assinado pelo renomado arquiteto Gino Caldatto.

Situada em Área de Proteção Cultural (APC), a casa recebeu Nível de Proteção 2, que consiste na obrigatoriedade de preservação das fachadas, volumetria e telhado.

A fachada não teve alterações de cor, considerando as características dos revestimentos do edifício: granito no térreo e massa raspada na parte do sobrado. Para pintura do caixilho de ferro, forro de madeira e paredes (ambos do interior) foram adotados os matizes originais como forma de retomar a antiga ambiência do edifício.

Um dos destaques da decoração da casa é o piso de madeira do mezanino do restaurante, oriundo de reforma, possivelmente na década de 1960, que foi mantido original.  “Em face do restaurante alinhar classes sociais distintas, pensamos sempre num local para as pessoas se sentirem à vontade, comum às tascas portuguesas. Desse modo os acabamentos, em sua maioria, foram deixados no estado natural com destaque para a alvenaria de pedra, técnica construtiva tradicional da arquitetura luso-brasileira, revelada em uma das paredes como símbolo dessa tradição que o restaurante procura se vincular”, diz o arquiteto.

Caldatto explica que as demolições previstas resgataram importantes elementos da espacialidade original valorizada pelo amplo salão, o gradil de ferro da escadaria e o pé-direito duplo. “Diante da qualidade e beleza do lugar as novas inserções foram pensadas como elementos de integração, sem atrair atenções para sí. Norteadas para destacar atributos de um restaurante portugues os “elementos decorativos” convergiram para a adoção do painel com azulejos diversificados, à maneira de colcha de retalhos, e os ventiladores de teto característicos dos botequins do passado”.

 

Serviço:

Rua Quinze de Novembro, 112 – Centro Histórico de Santos

Telefone: (13) 3219-4280
Horário: de segunda a domingo, das 11h às 16 horas

Último sábado do mês, a partir das 20 horas, Noite do Fado (somente com reservas). Aos sábados e domingos, a partir das 13 horas, tem música ao vivo

Capacidade: 120 lugares

C. Crédito: Visa, Mastercard, Dinners, Amex, Elo. Visa Electron, Maestro, Elo Débito. Alelo Refeição, Ticket, Sodexo

Ambiente climatizado.

Banheiros adaptados